Marla Oliveira vence o concurso do Melhor Chimarrão do Brasil

Por Tais Fortes/Folha do Mate

Lagarteando é o nome do Melhor Chimarrão do Brasil. A primeira edição do concurso em homenagem à bebida típica dos gaúchos foi realizada no começo da noite desta quarta-feira, 11, durante a programação da 16ª Festa Nacional do Chimarrão (Fenachim). Sete pessoas participaram da atividade, que ocorreu no espaço do Chimarródromo, no Parque Municipal do Chimarrão.

A responsável por preparar o chimarrão vencedor é a cantora e empresária Marla Oliveira, 32 anos. Moradora do bairro Morsch ela conta que, além da erva-mate e água quente, utilizou no preparo do chimarrão alguns gomos pequenos de bergamota, fruta muito consumida durante o inverno no Rio Grande do Sul.

“É algo muito suave, não é nada que vá tirar o gosto original do chimarrão”, observa. A empresária explica que o nome dado ao chimarrão também faz referência ao hábito de ‘lagartear’ no sol e tomar chimarrão durante o inverno, algo que ela costuma fazer também. “Junta a vitamina C da fruta, com a vitamina D do sol e o chimarrão que tem tantos benefícios medicinais. Se torna um hábito extremamente saudável e que quando compartilhado com quem a gente ama fica melhor ainda”, destaca.

“O chimarrão é fraternidade, amizade e o símbolo maior do nosso Rio Grande do Sul. Como tradicionalista levo o chimarrão onde eu vou. Espero que possamos seguir cultivando a tradição do chimarrão não só dentro da música gaúcha, mas em todo o nosso estado como símbolo maior.”

MARLA OLIVEIRA – Vencedora do 1º concurso do Melhor Chimarrão do Brasil

Sete pessoas participaram do concurso para escolher o melhor Chimarrão do Brasil (Foto: Taís Fortes)

Para ela, um ponto importante na hora de preparar o chimarrão é ter o objetivo de compartilhá-lo com as pessoas que se ama. “O hábito do chimarrão é tão forte na nossa tradição que eu tive a ideia de juntar o útil ao agradável”, acrescenta. A vencedora do concurso ainda menciona que trabalha na Fenachim desde 2012 e, hoje, estar nessa posição é gratificante.

“Trabalhamos com muito afinco durante a festa e nunca esquecemos do nosso chimarrão. Fico muito contente de ter vencido esse concurso”, salienta. Marla também se apresentou durante a programação junto com o pai e trabalhou na comunicação visual da festa.
Os jurados do concurso foram o diretor-executivo da Escola do Chimarrão, Pedro José Schwengber, o Pedrão, a rainha da 16ª Fenachim, Veridiana Röhsler, a representante da Madrugada Alimentos, Emanuele Ribeiro, e o instrutor da Escola do Chimarrão, Moisés Brusamarello.

Como premiação, Marla ganhou uma cesta de produtos da Madrugada Alimentos e uma caixa de erva-mate para o ano todo.

Chimarrões foram avaliados por uma comissão julgadora (Foto: Taís Fortes)

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Últimas notícias

Podcasts